Cirurgia Plástica Reparadora x Estética



Cirurgia Plástica — em especial, as cirurgias plásticas — são algo comum atualmente, seja como assunto em rodas de conversa sobre famosos ou até mesmo como um objetivo a ser alcançado para dar um jeito naquela característica física que tanto nos incomoda.

As cirurgias plásticas são realizadas pelos mais diversos motivos, o mais comum talvez seja a questão estética, mas também há quem passe pela “faca” para corrigir algum defeito que vá além do conceito estético.

 

O que é cirurgia plástica?

A cirurgia plástica é um procedimento médico, por muitas vezes e por muito tempo tido como invasivo já que envolve a utilização de materiais usados em quase todo procedimento cirúrgico, que consiste em basicamente alterar a aparência física do paciente.

Hoje, há a possibilidade de procedimentos bem menos invasivos, por exemplo: a lipo de papada com o uso de enzimas. Para se livrar da famigerada “papada” ou “queixo duplo” a única solução era realizar um procedimento mais invasivo como lifting facial ou lipoaspiração, agora temos alternativas mais tranquilas como a aplicação de microinjeções capazes de quebrar a gordura presente nas ditas “papadas”.

 

AdSense

O que é cirurgia plástica estética?

A cirurgia plástica tida como estética tem como função realizar uma mudança física cuja função é, apenas, colaborar com a autoestima do paciente. São cirurgias não necessárias, ou não realizadas de maneira a promover uma maior qualidade de vida a quem se submete a tal, mas sim realizar mudanças estéticas capazes de promover um ganho na autoestima.

Normalmente as cirurgias estéticas são realizadas por pacientes que estejam insatisfeitos com algum aspecto do corpo, muitas vezes implantes de silicone (comumente realizados nas regiões dos seios ou glúteos), lifting (procedimento em que a pele do paciente se torna mais esticada através de um “puxão” cirúrgico) e até mesmo as tão em alta harmonizações faciais.

 

O que é cirurgia plástica reparadora?

As plásticas reparadoras procuram realizar uma mudança física de real necessidade ao paciente. Em caso de problemas dermatológicos, traumas, ou reparação de partes do corpo (seja por acidentes ou alguma enfermidade congênita). Além de promover um ganho na autoestima, também realizam — como o próprio nome sugere — uma reparação do físico que pode ser limitante.

 

Tipos de cirurgia plástica estética

Segue abaixo exemplos de cirurgias plásticas estéticas, cuja função é basicamente visual, mais procuradas pelas pessoas.

 

– Rinoplastia

A rinoplastia é uma cirurgia plástica cujo objetivo é alterar a forma do nariz do paciente. Comumente realizada como um procedimento estético, pessoas com narizes mais “avantajados” a realizam com a intenção de corrigir o seu tamanho e ter um nariz mais “arrebitadinho”.



Apesar de ser muito procurada pelo seu caráter estético, a rinoplastia também pode ser utilizada como uma cirurgia plástica reparadora! Também é realizada na correção de desvios de septo. Além da dupla função, é uma cirurgia rápida de no máximo três horas de duração. Pode ser realizada com o auxílio da sedação ou anestesia geral, mas ainda há a opção de anestesia local.

 

– Otoplastia

Uma cirurgia realizada para a correção do tamanho e forma da orelha, que pode ser realizada por questões estéticas (correção da “orelha de abano”) ou questões reparadoras como é o caso de má formação congênita ou traumas na região. É um procedimento, com duração de cerca de uma hora, simples em que o paciente é submetido a sedação e anestesia local.

Realiza-se uma incisão atrás da orelha, conforme a curva natural, e retira-se o excesso de pele (às vezes, também, de cartilagem) para que a orelha se torne mais flexível para a realização da correção.

 

– Mamoplastia de aumento

O termo “mamoplastia” se refere, de maneira generalizada, a cirurgias realizadas na região dos seios ou peito. No caso da mamoplastia de aumento, é realizado um implante de silicone ou retirada da gordura de outra região do corpo.

O procedimento leva em média 45 minutos e se houver internação da paciente não dura mais do que dois dias. Esta cirurgia é procurada tanto por estética para aumentar os seios por insatisfação com o seu tamanho natural ou por restaurar seios em caso de perda dos mesmos para um câncer. Pode ser realizada em meninas a partir dos 15 anos com, claro, autorização dos responsáveis.

 

– Mamoplastia redutora

A versão redutora da mamoplastia é muito procurada por homens transsexuais que desejam se ver livres dos seios proporcionados pelas mudanças físicas naturais do gênero designado no seu nascimento. Durante o procedimento, é realizado uma incisão para remover o excesso de gordura, e a mama é reposicionada para diminuir o tamanho da auréola.

Apesar de muito comum em homens transsexuais como uma cirurgia estética para tornar sua aparência mais masculina, também é uma cirurgia ideal para mulheres que tenham seios muito grandes e enfrentam problemas de coluna devido ao peso das mamas.



 

– Abdominoplastia

Procedimento que consiste na eliminação do excesso de pele e gordura do abdômen. É muito procurada por pessoas que perderam muito peso muito rápido e acabam com a pele flácida na região. A anestesia é local, e a cirurgia leva em torno de duas a quatro horas, e são realizadas incisões para a remoção da gordura.

 

– Lipoaspiração

Semelhante à cirurgia de abdominoplastia — em que há a retirada de excesso de gordura da região abdominal — a lipoaspiração também é um procedimento de retirada de gordura em excesso, mas não é tão específica como a abdominoplastia. Na lipoaspiração, a gordura pode ser removida de várias outras partes do corpo como braços, coxas, e costas.



A cirurgia consiste na sedação do paciente com anestesia geral, e a aplicação de um líquido estéril que permitirá com que a gordura se solte e possa ser removida através de um tubo.

A gordura removida pode ser utilizada como implante nos glúteos ou em outros procedimentos estéticos como a mamoplastia de aumento.

 

– Ginecomastia

A ginecomastia é uma condição médica em que há um crescimento (benigno) das mamas no homem. Esse crescimento pode se dar por vários fatores, desde predisposição genética a um desequilíbrio hormonal e até mesmo um ganho significativo de peso.

A condição não precisa ser tratada com cirurgia, e pode ser resolvida com o uso de medicamentos. Em caso de cirurgia, é realizado um procedimento semelhante à mamoplastia de redução: realiza-se uma incisão na região para a remoção do excesso de gordura na região.

 

– Lifting

A ritidectomia — popularmente alcunhada de “lifting” — tem o objetivo de diminuir rugas, eliminar o excesso de pele e assim promover um aspecto mais jovial e bonito no paciente. É uma cirurgia muito procurada por mulheres acima dos 45 anos, e exige anestesia geral e internação por cerca de três dias além de ser um processo demorado com duração de  quatro horas em média.

 

Exemplos de cirurgias plásticas reparadoras

Ao se tratar de cirurgia plástica reparadora, a fim de recuperar algum dano ou promover alguma mudança física conforme a necessidade do paciente, abaixo estão as mais comuns.

 

– Reconstrução de mama

Uma cirurgia plástica reparadora muito procurada por mulheres vítimas do câncer de mama e que, em prol de uma maior chance de sucesso no seu tratamento, acabaram por retirar as mamas. Muito semelhante à mamoplastia de aumento, o procedimento consiste em implantar uma prótese de silicone para haver novamente volume na região dos seios.

 

– Cirurgia Bariátrica

A bariátrica é uma cirurgia reparadora realizada em pessoas que apresentam dificuldade para emagrecer por métodos convencionais, tenham uma relação conflituosa com a própria alimentação ou ainda se encontrem em um peso tão excessivo que é um risco de vida.

É um procedimento invasivo que consiste na remoção de parte do estômago, que reduz significativamente a quantidade de calorias absorvidas pelo organismo, e só deve ser realizado em última instância, além do paciente ser auxiliado por uma equipe multidisciplinar para cobrir todas as áreas necessárias e verificar se é possível a realização da cirurgia sem complicações.

 

– Cirurgia plástica de mão

Esse tipo de cirurgia plástica reparadora tem como objetivo corrigir lesões nos ossos, tendões, nervos, musculares e também na região cutânea das mãos. É normalmente indicada para pessoas que acabaram por sofrer algum trauma na região das mãos ou do pulso e após a lesão encontram dificuldade em utilizar as mãos sem maiores problemas.




 

– Cirurgia plástica para câncer de pele

O câncer de pele pode apresentar manchas, melanomas e tumores cutâneos. A cirurgia para câncer de pele é uma cirurgia plástica reparadora em que há a remoção dessas anomalias na pele. Podem ser realizadas apenas com anestesia local, indicadas especialmente para cânceres de pele de profundidade cutânea.

 

– Cirurgia plástica para traumas

Realizada em pacientes que necessitam de cuidado médico urgente e imediato como quedas, acidentes no trânsito, e ataques. A cirurgia para trauma consiste em uma contenção dos danos causados pelo trauma, e logo em seguida — se necessário — na correção desses traumas.



Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Confira o que você precisa saber sobre Mamoplastia, Mastopexia, Abdominoplastia, Lipoaspiração, Lipoescultura e Rinoplastia no Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.