Tudo Sobre Bichectomia – Guia Definitivo



Neste Post Você Verá:

O que é Bichectomia?

A Bichectomia é a remoção do corpo adiposo da bochecha para finalidades estéticas. É um procedimento que tem ganhado muitos adeptos não só de pessoas famosas, mas também de pessoas comuns.

O tecido gorduroso retirado nesta cirurgia plástica está localizado na região abaixo das “maçãs do rosto” e acima da mandíbula e é conhecido como “bola de Bichat”.

 

Tudo Sobre Bichectomia – Guia Definitivo

 

A Bichectomia é a retirada dessa gordura pode ser realizada com ou sem sedação. A ideia da cirurgia é diminuir a projeção das bochechas para evidenciar o osso zigomático (o osso das maçãs do rosto) e o desenho da mandíbula.

AdSense

A cirurgia pode ser perfeitamente associada a técnicas de Harmonização Facial – inclusive, é uma boa dica de leitura. Em alguns casos, essa associação é necessária para potencializar os resultados e torná-los mais satisfatórios.

 

Para quem é indicada a Bichectomia?

Essa cirurgia é indicada para pessoas que estão insatisfeitas ou inseguras com o próprio rosto devido aos traços, a papada ou “pouca” definição da mandíbula e do pescoço. Assim, os pacientes que se submetem a essa cirurgia normalmente buscam uma estética facial mais atraente e harmoniosa.

 

Para quem não é indicada a Bichectomia?

A cirurgia não é recomendada em casos em que o paciente tem um quadro de saúde associado a doenças crônicas ou em casos clínicos muito específicos que aumentem o risco de complicações.

Por isso, na hora de se consultar, o paciente tem que falar todos os seus problemas de saúde, predisposições e histórico familiar. Caso o paciente tenha muita flacidez no rosto, é interessante que a Bichectomia esteja associada a um lifting facial para ter um resultado mais satisfatório.

 

Benefícios da Bichectomia

O benefício da cirurgia é principalmente estético. Para pessoas que têm o rosto mais arredondado, pode trazer um aspecto muito juvenil. Por esse motivo, a retirada do excesso de gordura evidencia a mandíbula e dá um aspecto mais harmônico de acordo com os atuais padrões de beleza.



 

O que são as bolas de Bichat e para que servem?

As bolas de Bichat são uma concentração de gordura abaixo do osso zigomático. Elas têm utilidades diferentes ao longo da vida. Ao nascer, por exemplo, elas oferecem estabilidade para as bochechas no intuito de facilitar a amamentação para o recém-nascido e o bebê.

Essa “ajuda” é interessante para diminuição do gasto calórico do recém-nascido, o que facilita seu ganho de peso e outros fatores do desenvolvimento humano.

 

Hipertrofia do Músculo Masseter

O músculo masseter é um dos principais músculos da mastigação. Este possibilita o abrir e fechar da boca necessária para a mastigação de maneira repetitiva. Só que algumas pessoas têm esse músculo mais acentuado devido a atividade intensa da mastigação.

Assim, traz um aspecto mais arredondado e volumoso a região das bochechas. É possível aplicar toxina botulínica para limitar essa atividade muscular e assim amenizar essa aparência mais volumosa das bochechas.

 

O que deve ser considerado antes da Bichectomia

Como em outras cirurgias plásticas e estéticas, no período pré-operatório é preciso considerar o aspecto geral da saúde. Já que um estado de saúde desfavorável, além das complicações no pós-operatório, pode gerar resultados não tão satisfatórios.

 

Tudo Sobre Bichectomia – Guia Definitivo



 

Por exemplo, um paciente diabético com o nível de glicose “descontrolado” terá uma cicatrização mais difícil, o que pode trazer possíveis desconfortos no pós-operatório e deixar cicatrizes indesejadas. Alguns profissionais optam pela ressonância magnética no terço inferior da face, outros optam apenas pelo exame físico.

 

Bichectomia Masculina

O rosto arredondado pode incomodar alguns homens, já que o queixo proeminente e um rosto mais reto é culturalmente aceito como sinônimo de masculinidade. Para modelar o rosto, é bem comum que a cirurgia seja associada a Mentoplastia ou até mesmo a Lipoaspiração de Papada.



 

Como é feita a Bichectomia?

O procedimento é realizado através de um pequeno corte na parte de dentro da bochecha e a retirada de parte ou de todo o depósito de gordura das bochechas, sem cicatriz aparente. Para isso, é aplicada antes uma anestesia e os demais procedimentos necessários para após o término do procedimento.

 

– Como é a consulta para Bichectomia?

Alguns profissionais optam apenas pelo exame físico no intuito de verificar quanto de gordura será retirado. Clientes mais jovens e sem comorbidades algumas vezes nem fazem exames complementares.

No entanto, o ideal é tirar qualquer probabilidade de problema, assim, exames de sangue, cardíacos e outros devem ser realizados para a segurança do paciente. Também é necessário compartilhar com o médico o histórico de problemas de saúde e predisposições para que se evite complicações.

 

– Como são os exames para Bichectomia?

Os exames necessários são os realizados para qualquer cirurgia de baixo risco, exame de sangue básico, e risco cardíaco. Em casos em que o paciente já é mais maduro e tem complicações de saúde como diabetes e hipertensão, é interessante realizar exames complementares.

A partir da análise da saúde do paciente se avalia se é seguro realizar o procedimento e quais os cuidados para evitar complicações no pós-operatório.

 

– Quais são as anestesias para realizar a Bichectomia

O tipo de anestesia depende do paciente. Alguns podem ter apenas anestesia local ou até mesmo sedação geral. Depende do que será mais adequado para o contexto do paciente.

É necessário sempre priorizar pelas condições de segurança hospitalar possível, com o aparato de uma equipe multidisciplinar para evitar ou lidar bem com possíveis intercorrências.

 

– Quanto tempo dura a cirurgia de Bichectomia

A cirurgia é bastante simples e dura cerca de uma hora. A recuperação também é curta. Após o primeiro mês já é possível retomar atividades esportivas e de maior intensidade.

 

– Como é realizada a cirurgia de Bichectomia

O cirurgião faz um pequeno corte na parte de dentro da bochecha e faz a retirada do excesso de gordura. A quantidade é determinada na avaliação prévia. O corte é discreto e costuma ter os primeiros resultados visíveis dentro dos primeiros três meses.

 




Pré-Operatório da Bichectomia

Abaixo, descreveu-se algumas dúvidas comuns ao pré-operatório da Bichectomia. É válido ressaltar que é a nível de informação. É recomendado todas as recomendações dos médicos e do buco-maxilo para não haver complicações.

 

– Como é a avaliação médica antes da Bichectomia?

A avaliação é uma anamnese geral para compreender o estado geral de saúde do paciente. A ideia é saber, por exemplo, se é um paciente diabético e que, se não tratado, pode ter complicações no pós-operatório. Outros exames pedidos são exames de sangue, glicemia e cardíaco, comuns em qualquer procedimento cirúrgico.

 

– Como se preparar para a Bichectomia?

Além dos exames prévios, é interessante também evitar medicamentos com ácido acetil salicílico (exemplos doril e aspirina) e manter jejum completo por, pelo menos, 8 horas antes do procedimento. O jejum inclui o jejum de água.

 

– Qual a alimentação recomendada antes da Bichectomia?

Antes da Bichectomia, é recomendado fazer jejum completo de água e de alimentos. Isso é necessário porque quando a anestesia é aplicada pode ocasionar perda dos reflexos naturais do estômago. Em decorrência disso, alimentos e líquidos podem ir para o pulmão e dar origem a uma pneumonia aspirativa.

 

– Qual o período de internação da Bichectomia?

O período de internação hospitalar desse tipo de cirurgia plástica, por ser menos invasiva, pode ir até 48 horas com alimentação líquida a pastosa.

 

Pós-operatório da Bichectomia

O pós-operatório é um período tão importante quanto os momentos preparatórios da cirurgia. Por esse motivo, deve-se se atentar bem para as recomendações médicas e segui-las à risca. Dessa forma, alcança-se os resultados tão esperados e evita-se o surgimento de complicações na recuperação da área cirurgiada.

 

– Qual o tempo de internação pós-operatório da Bichectomia?

É recomendado que nos primeiros três dias haja repouso completo, pois costuma ter bastante inchaço e até roxidão. Mas não se deve preocupar, pois atividades sociais e cotidianas podem ser retomadas até o final da primeira semana, mas sem esforço físico para não haver risco de hemorragia.

 

– Quais os cuidados necessários no pós-operatório da Bichectomia

É interessante que o cliente evite o sol no primeiro mês de pós-operatório. Caso precise sair de casa, prefira horários com incidência solar mais baixa ou à noite. É interessante que nos primeiros três dias haja repouso completo e compressa geladas, já que pode haver áreas arroxeadas.

 

– Quais as etapas de cicatrização no pós-operatório da Bichectomia?

Primeiramente, nos primeiros dois ou três dias o paciente deve ficar em repouso completo e em dieta exclusivamente pastosa e líquida. Depois pode retomar atividades básicas e leves no final da primeira semana. Atividades mais intensas como musculação só devem ser retomadas após o primeiro mês.

 

– Quais os cuidados para acelerar a recuperação

Além do repouso, é interessante fazer a compressa gelada no rosto e priorizar uma dieta líquida e pastosa e fria para não correr risco de hemorragia.

 

– Qual a alimentação indicada no pós-operatório da Bichectomia?

No pós-operatório, de maneira geral, é recomendado que o cliente tenha uma dieta líquida e pastosa nos primeiros dois dias. E ainda associar a compressa gelada para acelerar a cicatrização e amenizar a dor.

 

– Em quanto tempo posso voltar a fazer exercícios ou esportes após a Bichectomia?

Atividades físicas leves podem ser feitas a partir das duas semanas após a cirurgia. Mas esportes mais pesados como musculação são recomendados apenas após o primeiro mês. Mas isso é uma recomendação geral. Observe-se e qualquer complicação entre em contato imediatamente com seu cirurgião.

 

Bichectomia Antes e Depois Fotos

Uma curiosidade é o resultado: “Como vai ficar o meu rosto? Mais ou menos bonito?”. Para isso, serão exemplificados alguns casos de antes e depois dessa cirurgia plástica. Confira a seguir algumas fotos de pacientes que realizaram o procedimento. Clique aqui e veja as fotos.

 

Tudo Sobre Bichectomia – Guia Definitivo
Antes e depois da Bichectomia – Fonte: Cer Plastic Surgery

Essa cliente tinha um aspecto mais arredondado das bochechas e da área abaixo do queixo (papada), o que a incomodava. Pode-se perceber que na primeira foto, devido às bochechas traz um aspecto mais infantil, pois bochechas arredondadas são normalmente associadas a desenhos animados ou crianças.

 

Tudo Sobre Bichectomia – Guia Definitivo
Bichectomia para delineamento da mandíbula e bochechas – Fonte: Cer Plastic Surgery

Nesse caso, a cliente já tinha as maçãs do rosto e a mandíbula proeminentes. A Bichectomia só delimitou e desenhou ainda mais esses traços. Sabe o efeito que é possível conseguir com o jogo de sombras da maquiagem? O procedimento acentuou e deixou o rosto mais harmonioso.

 

Tudo Sobre Bichectomia
Cirurgia de redução das maçãs do rosto – Fonte: Cer Plastic Surgery

Essa paciente possuía as bochechas mais arredondadas, o que trazia um aspecto infantil ou juvenil, o que a possivelmente incomodava. Após a cirurgia, a mandíbula da paciente se tornou muito mais evidente e trouxe um aspecto adulto.

 

Principais dúvidas sobre Bichectomia

Abaixo estão descritas algumas dúvidas bastante comuns em relação a Bichectomia: dor, idade, o que deve ser considerado no pós-operatório, possíveis consequências e os resultados do procedimento. Além disso, de aspectos funcionais e visuais como a cicatrização, se a gordura pode retornar e a possibilidade de interferir na mastigação.

 

– A cirurgia de Bichectomia dói?

A cirurgia plástica não traz dor, porém traz inchaço assim como a retirada de dentes, por exemplo. Os pontos se encontram na mucosa (parte interior da cavidade oral).

 

– Qual é a idade mínima para se fazer Bichectomia?

É interessante que o cliente já tenha passado pelo processo de formação e crescimento craniofacial. Isso ocorre por volta dos 20 anos, a qual é a idade mínima comum que os clientes chegam às clínicas.

 

– O que deve ser considerado antes da Bichectomia

Antes da cirurgia plástica, é preciso considerar a idade e o aspecto geral de saúde. Ao passar pelo processo completo de crescimento e desenvolvimento craniofacial e o quadro de saúde estar dentro dos padrões esperados, o procedimento pode ser realizado.

 

– É possível conseguir um rosto mais simétrico com a Bichectomia?

Sim. Por exemplo: o cliente tem um excesso de gordura maior de um dos lados do rosto. Assim, pode ser retirado um pouco mais de um lado do que o outro. O que traz um aspecto de simetria e também de contorno mais delimitado na mandíbula e do osso zigomático.

 

– A Bichectomia pode ser feita por dentistas?

Sim. Porém, são dentistas com especialidade em buco-maxilo. A carga horária de formação difere das demais e assim está habilitado para realizar o procedimento.

 

– A Bichectomia pode atrapalhar a mastigação?

É possível que atrapalhe com o envelhecimento. Com a idade, perdemos colágeno e gordura e a bola de bichat é o que dá um suporte para a mastigação.

 

– A Bichectomia pode alterar a “covinha” das bochechas?

Não, a Bichectomia não altera. A covinha é a inserção dos músculos da face mais evidente. Os músculos não são alterados no procedimento. É apenas a retirada da bola de bichat.

 

– A gordura retirada pode voltar?

O resultado da cirurgia é definitivo de maneira geral, portanto, raramente volta. A bola de bichat é retirada com um pequeno corte por dentro da boca.

 

– Bichectomia deixa cicatriz?

Não. O procedimento não deixa cicatriz aparente no rosto, pois a retirada da gordura e os pontos são feitos na parte de dentro das bochechas.

 

– Qual o local da cicatriz?

A cicatriz da Bichectomia é um pequeno corte da parte de dentro das bochechas. Por isso, o paciente não precisa se preocupar, pois não haverá cicatriz aparente no rosto.

 

– Qual o tamanho da cicatriz?

É um corte pequeno e não aparente.

 

– Quando aparece o resultado da Bichectomia?

O resultado aparece entre as semanas dos primeiros três meses. Com a técnica correta e os devidos cuidados no pré e pós-operatório, o cliente já nota as diferenças entre o antes e o depois.

 

– Posso perder o resultado de minha Bichectomia?

Raramente. O resultado da Bichectomia costuma ser definitivo e não se altera ao longo do tempo. É importante lembrar que o resultado final só aparece definitivamente após seis meses.

 

– Cirurgias estéticas associadas: Posso fazer outras cirurgias junto com a Bichectomia?

Sim. Para alguns pacientes, o resultado se torna mais interessante com a associação de outros procedimentos. Por exemplo, para quadros de flacidez mais severas no rosto se pode fazer em conjunto o lifting facial. Outro exemplo é um paciente que tenha desvio de mandíbula: antes a questão funcional deve ser corrigida para trazer satisfação estética.

 

– O que a Bichectomia não faz?

A cirurgia, em alguns casos, não traz resultados satisfatórios se feita isoladamente. Contudo, isso varia de acordo com o paciente e suas necessidades. É imprescindível passar por avaliação criteriosa de um profissional experiente.

 

– Qual parte do rosto a Bichectomia pode melhorar?

A Bichectomia delimita e contorna melhor as maçãs do rosto e a mandíbula.

 

– Qual o resultado da Bichectomia?

A cirurgia contorna o rosto de maneira mais harmônica. Além disso, alguns pacientes têm tanta bochecha que chegam a mordê-la e formar cicatrizes na mucosa.

 

– A Bichectomia envelhece?

Não. O procedimento não envelhece. É apenas uma cirurgia plástica para quem se incomoda com a bola de bichat. A bola não se conecta com as partes mais superficiais da pele, as quais se modificam com o envelhecimento.

No entanto, deve ser feita de forma contextualizada ao rosto e peculiaridades do paciente. Se há uma retirada a mais ou a menos que o necessário, pode-se não atingir o aspecto desejado. Por isso, é importante pesquisar bem o profissional que irá fazer o procedimento.

 

Quais outras cirurgias plásticas podem fazer conjunto da Bichectomia?

Para alcançar resultados mais satisfatórios, alguns clientes podem necessitar de técnicas de harmonização facial. Confira a seguir outros procedimentos que podem ser feitos junto dessa cirurgia.

 

– Correção de mandíbula

Alguns pacientes podem ter desvio de mandíbula ou uma mordida cruzada, por exemplo. Assim é interessante que antes o paciente passe por essa correção anatômica e funcional para depois partir para a finalidade estética.

 

– Lifting facial

É a lipoaspiração da papada, o excesso de gordura que se localiza abaixo da mandíbula. Outros procedimentos podem ser associados, mas estes dois são os mais comuns.

 

Riscos e Contraindicações da Bichectomia

Os riscos são ponderados de acordo com o cliente. Por exemplo, nos primeiros dias é comum ter bastante inchaço no rosto e até mesmo áreas arroxeadas. Outro risco é se o cirurgião não for experiente e atingir o nervo facial, por exemplo.

 

Como escolher a clínica e o cirurgião ideal

Não tem marketing melhor que o marketing boca a boca. Deve-se buscar profissionais com redes sociais e fotos verdadeiras do antes e depois. Além disso, é possível pedir recomendações a colegas para facilitar essa busca.

 

Bichectomia Valor e Formas de Pagamento

Não há como definir o método e o preço, pois isso varia de acordo com a região, os títulos e a popularidade do cirurgião. Por isso, é recomendado buscar, pesquisar e comparar resultados.

 

– Quanto custa uma Bichectomia?

De maneira geral, a cirurgia custa entre R$ 5 mil a R$ 7 mil. O preço varia de acordo com a região, o acesso aos materiais necessários, a quantidade de títulos e a popularidade do cirurgião.

 

– Como se paga a Bichectomia?

Varia de acordo com o profissional. De maneira geral, temos várias possibilidades como cartão de crédito ou débito, PIX, transferência e depósito bancários. O método é combinado previamente com o profissional. Muitos permitem parcelamento, por isso, a dica é perguntar e combinar a melhor forma.



Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Confira o que você precisa saber sobre Mamoplastia, Mastopexia, Abdominoplastia, Lipoaspiração, Lipoescultura e Rinoplastia no Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *