Abdominoplastia em âncora: O que é e para quem é indicado



Uma das cirurgias plásticas mais interessantes para a região abdominal é a Abdominoplastia em Âncora.

Ela é, primordialmente, procurada por pacientes que passaram por obesidade mórbida e, em decorrência de grande perda de peso, não conseguem eliminar a pele que ficou.

Já fez cirurgia bariátrica ou passou por grande emagrecimento e quer entender sobre o que é abdominoplastia em âncora?

Continue com a leitura e tire suas dúvidas sobre essa Abdominoplastia que irá eliminar a flacidez abdominal extrema.

 

O que é Abdominoplastia em Âncora

É a modalidade de cirurgia voltada para ex-obesos, em que se retira gordura não só no sentido horizontal, mas também no sentido vertical. A abdominoplastia em âncora permite, desta forma, que se retire mais pele e gordura do que em uma abdominoplastia tradicional.

 

ADX
AdSense

Quando e para quem a Abdominoplastia em âncora é indicada?

A Abdominoplastia em âncora é indicada a pacientes – homens e mulheres – que passaram por muitos emagrecimentos, e, consequentemente, adquiriram várias dobras na região do abdômen.

Portanto, sua indicação envolve pessoas que já perderam peso mas não conseguiram se livrar da quantidade de pele, já que isso dificulta a prática de exercícios físicos.

 

Para quem a Abdominoplastia em âncora não é indicada?

Não é indicada para pessoas que, após perderem muito peso, ficaram com pouca pele na região e gordura localizada no abdômen inferior horizontal.

Para essas pessoas é indicada a abdominoplastia convencional ou clássica.

Também não é indicada para quem adquiriu uma quantidade de pele no abdômen superior e inferior, como na região lateral dos flancos e do dorso.

Nesse caso, a cirurgia mais indicada é a abdominoplastia circunferencial (ou 360 graus).

 



Quais cirurgias podem ser feitas junto com a Abdominoplastia em Âncora?

É possível realizar cirurgias associadas à Abdominoplastia em âncora de acordo com a análise médica, na qual se leva em consideração o tempo de cada uma e de qual resultado o paciente espera.

 

– Abdominoplastia em Âncora pós-bariátrica

É o procedimento mais indispensável para quem teve grandes perdas de peso.

Também chamada de Gastroplastia, a cirurgia bariátrica tem como resultado grandes sobras de pele pelo corpo todo.

Esta associação é ideal neste caso, principalmente quando há excesso de pele na horizontal (em toda a lateral do abdômen). De todo modo, é importante verificar junto ao cirurgião os riscos e quando é a melhor hora de se submeter a cirurgia pós-bariátrica.

 

– Mamoplastia

A associação mais comum é a de Abdominoplastia em âncora com Mamoplastia para corrigir a região através da redução (Mamoplastia Redutora), lifting (Mastopexia) ou até mesmo uma prótese (Mamoplastia de Aumento).

Ainda é possível fazer o Lifting das coxas e braços. Contudo, todas as cirurgias precisam ser avaliadas quanto a duração e as condições do paciente.

 

– Lipoaspiração

Fazer uma Lipoaspiração junto com a Abdominoplastia em Âncora ajuda a melhorar o contorno do corpo e modelar a cintura. Assim, faz-se a Lipoaspiração nos flancos, na parte dos culotes e dorso.



 

– Abdominoplastia circunferencial

Faz-se a abdominoplastia circunferencial para corrigir o excesso de pele nas partes superior e inferior do abdômen.

 

Como é realizada a abdominoplastia em âncora?

Saiba com mais detalhes, o que é a abdominoplastia em âncora e como é realizada, a partir da consulta até o pós-operatório.



 

– Consulta

A consulta é o primeiro contato que a pessoa terá com o processo. É o momento mais importante e esclarecedor sobre a cirurgia, uma vez que o médico cirurgião fará avaliação sobre as condições corporais.

 

– Exames

Para o pré-operatório, serão necessários os exames

  • De laboratório (sangue e urina);
  • Ultrassonografia da parede abdominal;
  • Cardiológicos.

O paciente ainda deve informar quais medicamentos usa, pois, conforme os efeitos, deverão ser suspensos por cerca de 7 dias antes da cirurgia.

 

– Anestesia

Em cirurgias plásticas, os tipos de anestesia mais aplicadas são a geral e a peridural com sedação.

 

– Tempo de internação

A internação hospitalar começa cerca de 2h antes e a alta já se dá no dia seguinte, portanto é de aproximadamente 24h no total.

 

– Duração

A cirurgia tem duração de 3 a 4 horas.

 

– A cirurgia

É realizada em hospital, dentro de um centro cirúrgico. A primeira etapa da cirurgia é a marcação no corpo do paciente, para indicar nos sentidos horizontal e vertical, a região de retirada de pele.

Assim que se decide a anestesia, são feitas as duas incisões para retirar a pele e gordura em ambos os sentidos mencionados. Por essa razão, o desenho que é comumente visto na região é em forma de uma âncora.

Faz-se correções necessárias, como de hérnias ou diástase dos músculos abdominais, se houver, assim como outro procedimento associado.

Por fim, fecham-se os pontos com suturas em toda a região seguidos do curativo.




 

– Pós Operatório e Recuperação

De acordo com cada paciente, poderá ser sentido desconforto por 30 dias, o que é aliviado após analgésicos indicados.

Para uma recuperação de sucesso, é importante que o paciente siga as recomendações médicas como:

  • Repouso de 4 a 6 semanas;
  • Uso de cintas compressivas durante todo o repouso;
  • Manter alimentação equilibrada, com muitos líquidos;
  • Dormir, sempre que possível, de barriga para cima nas primeiras semanas e andar curvado durante alguns dias.

 

Principais dúvidas:

As principais dúvidas entre os pacientes são em relação ao resultado da cirurgia, principalmente sobre cicatrizes e como ficará o umbigo. Além disso, é comum que confundam o procedimento de correção com um tratamento de obesidade.

 

– Abdominoplastia em âncora emagrece?

A cirurgia de abdominoplastia em âncora não emagrece. Sua técnica é totalmente voltada para a retirada de grande quantidade de pele em sobra. Isso acontece quando um paciente já emagreceu bastante e adquiriu dobras em toda a circunferência abdominal.

 

– Como ficam as cicatrizes na abdominoplastia em âncora?

São duas cicatrizes: uma na linha horizontal acima do púbis e outra na região vertical do abdômen.

 

– Como fica o umbigo na abdominoplastia em âncora?

Não é preciso reconstruir o umbigo, mas uma nova pele será tracionada no orifício. Ficará apenas uma cicatriz em volta.

 

– É preciso utilizar dreno após a abdominoplastia em âncora?

O uso de drenos não é necessário. Isso porque os cirurgiões utilizam os pontos internos e profundos, o que pode dispensar o dreno.

 

Como escolher a clínica ou o cirurgião ideal para sua abdominoplastia em âncora

O paciente precisa escolher local específico, em hospitais com alto padrão para esse tipo de cirurgia plástica.

Da mesma forma, o cirurgião plástico deve estar devidamente autorizado para agir como tal, por isso é importante ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e passar segurança profissional dele e de sua equipe.

 

Abdominoplastia em âncora antes e depois fotos

Os pacientes ex-obesos se preocupam com o processo após a cirurgia, mas como é possível acompanhar nas fotos de antes e depois, há um bom resultado estético.

Abdominoplastia em âncora: O que é e para quem é indicado
Abdominoplastia em âncora Antes e Depois Foto – Crédito Imagem: SciELO

 

Abdominoplastia em âncora: O que é e para quem é indicado
Abdominoplastia em âncora Antes e Depois Foto – Crédito Imagem: Corpus Christi Institute of Cosmetic & Plastic Surgery

 

Abdominoplastia em âncora – Valor e forma de pagamento

Por ser uma cirurgia que repara grande volume de pele do corpo, ela tem um alto custo, porém, sua forma de pagamento pode ser facilitada.

 

– Quanto custa a abdominoplastia em âncora?

A cirurgia pode custar de R$ 15.500,00 a R$ 30.000,00.

 

– Como se paga a abdominoplastia em âncora?

Muitos hospitais facilitam o pagamento da cirurgia, de forma que possa habilitar o paciente a organizar seu orçamento. Por outro lado, caso a pessoa tenha acesso a um plano de saúde, a cirurgia é coberta na maioria das vezes.

Por ser cirurgia reparadora, ou seja, voltada para a saúde do paciente, a abdominoplastia em âncora pode ser aprovada pelo SUS.



Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Confira o que você precisa saber sobre Mamoplastia, Mastopexia, Abdominoplastia, Lipoaspiração, Lipoescultura e Rinoplastia no Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *