Mamoplastia: O que é, Preço, Antes e Depois Com Fotos 2021



Os seios da mulher, parte mais expressiva do corpo feminino, podem sofrer alterações incômodas por causa da genética. Para as brasileiras, as opções de cirurgias plásticas que corrigem esses problemas estão reunidas na Mamoplastia.

Diversos estudos comprovam que o procedimento, dentre as cirurgias plásticas, é o mais realizado no Brasil, atrás somente dos Estados Unidos em escala mundial.

O alcance e a eficácia da correção mamária abrange 6 técnicas que serão exploradas neste artigo.

 

O que é Mamoplastia

Mamoplastia é uma cirurgia plástica feita nas mamas para modificar o tamanho e volume dos seios. Ela serve para reduzir e a Mamoplastia Redutora retira parte do tecido mamário ou aumenta ao adicionar compostos como o silicone através da Mamoplastia de aumento.

A plástica dos seios é buscada por mulheres que desejam alterar o formato dessa região, o que traz mais harmonia para todo o corpo. Por outro lado, também é conhecida pelos homens, que aderem à Mamoplastia masculina.

AdSense

 

Tipos de Mamoplastia

Existem dois tipos genéricos de Mamoplastia: a redutora a de aumento. Ambos procedimentos trabalham com a alteração dos seios femininos, em que o objetivo é reduzir ou aumentar o volume.

Em adição a isso, existem outras 4 cirurgias de mamas voltadas para todo paciente que deseja um resultado específico. São elas: reparadora, reconstrutiva (ou de reconstrução), masculina e a mastopexia.

 

– Mamoplastia de Aumento

Para mulheres com seios pequenos, a Mamoplastia de aumento servirá para levantar (em alguns casos), aumentar e modelar. A cirurgia conta com uma prótese de silicone, de acordo com a avaliação médica e desejos da paciente.

 

– Mamoplastia Redutora

Para mulheres com seios relativamente maiores e que sentem incômodo por causa disso, a Mamoplastia Redutora irá reduzi-los. É um procedimento que corrige a flacidez da região, em que se retira o excesso de gordura, o tecido e a pele para obter proporções melhores.

 



– Mamoplastia Reparadora

A Mamoplastia Reparadora também é chamada de Mastoplastia e seu procedimento consiste em reparar a assimetria das mamas e aréolas, reposicionando-as, além de tratar demais deformidades.

 

– Mamoplastia Reconstrutiva ou de Reconstrução

Na técnica de Mamoplastia de reconstrução, a mama é completamente retirada (processo de mastectomia) ou somente parte dela, caso a paciente tenha câncer de mama. Existem muitos casos em que é necessário remover também o tecido das costas ou abdômen para uma melhor reconstrução.

 

– Mamoplastia Masculina (Ginecomastia)

Uma condição comum em muitos homens é o crescimento anormal na região das mamas. Para consertar isso, existe uma modalidade de cirurgia plástica que trata da redução da mama masculina. É a chamada ginecomastia, que retira o excesso de glândula e gordura.

 

– Mastopexia (Lifting de Mama)

A Mastopexia ou Lifting de Mama, corrige a flacidez da mama com aspecto caído e levanta o tecido ali localizado. A depender da resistência do tecido, é comum as pacientes se submeterem à prótese de silicone na mesma operação.

 

Quando e para quem a Mamoplastia é indicada?

Cada procedimento de Mamoplastia é indicado conforme avaliação médica. A princípio, é indicada para mulheres que têm seios caídos, com deformações, que são muito pequenos ou muito grandes.

Para se ter uma visão geral, a Mamoplastia é indicada nos seguintes casos:



  • Mamoplastia Redutora: para mulheres desconfortáveis com seios muito grandes;
  • Mamoplastia de Aumento: para mulheres com seios muito pequenos ou que não se desenvolveram;
  • Mamoplastia Reparadora: para mulheres com alguma irregularidade nas mamas. Seja por redução ou aumento, esta cirurgia dará simetria;
  • Mamoplastia Reconstrutiva: para quem tem câncer de mama;
  • Mamoplastia Masculina: para homens com Ginecomastia, um desequilíbrio glandular que faz a mama crescer;
  • Mastopexia: para mulheres com ptose mamária (seios caídos e flácidos), que querem tirar o excesso de pele e dar um novo contorno ao seio.

Estas 6 modalidades de cirurgia alterarão a aparência de apenas uma mama, ou de ambas, conforme a necessidade do paciente.

 

Para quem a Mamoplastia não é indicada?

No geral, não é indicada a pacientes com alguma patologia específica ou outros problemas de saúde. Meninas com menos de 18 anos, salvo exceções, que não tiveram os seios totalmente desenvolvidos precisam ver suas condições na consulta com o cirurgião.

No caso da mamoplastia reconstrutiva, a mama só será removida se houver tumor. Além disso, todos os procedimentos são contraindicados a pacientes que fumam, já que é uma pré-condição para complicações cirúrgicas.



 

Quais cirurgias podem ser feitas junto com a Mamoplastia?

Fazer associação de cirurgias na região das mamas é uma decisão feita entre os cirurgiões especialistas, mas não há impedimentos além da própria condição corporal da pessoa.

Quando há a finalidade de levantar o seio ou aumentá-lo, a possibilidade de associar a Mamoplastia às técnicas de preenchimento e implantes é considerada.

Confira com mais detalhes as cirurgias que podem ser feitas junto com a Mamoplastia.

 

– Redução X implantes

É possível realizar implantes mamários mesmo quando a cirurgia é de redução. Isso porque alguns pacientes apresentam hipertrofia mamária, ptose, flacidez, estrias e até mesmo mais gordura do que glândulas.

Há estudos que viram insatisfação em mulheres que fizeram somente a redução e seus seios não ficaram com projeção interessante.

Pode-se, assim, associar Mamoplastia redutora a um pequeno implante de silicone para obter melhor contorno e saliência.

 

– Aumento + prótese de silicone

Na cirurgia de aumento dos seios, é a prótese de silicone que dá o resultado esperado. O cirurgião analisa se o silicone é colocado na frente ou atrás do músculo peitoral e, de acordo com o formato da mama, faz-se incisão no sulco mamário, aréola ou axila.

 

– Mamoplastia reparadora + mastopexia

Muitas pacientes aproveitam a cirurgia de Mamoplastia reparadora para fazer o procedimento estético de mastopexia. Ao reduzir as mamas com deformidades, realiza-se a remodelagem do local.

 

– Reconstrução

O cirurgião pode reconstruir as mamas afetadas pelo câncer em dois momentos: após a retirada de toda a mama ou ao mesmo tempo. Nessa cirurgia, a paciente recebe implante e, se necessário, retira o tecido das costas ou abdômen para uma melhor reconstrução do seio.

 

– Mamoplastia masculina + lipo

A cirurgia nas mamas masculinas pode ser glandular, gordurosa ou mista. Na maioria dos casos, antes da mamoplastia é feita uma Lipoaspiração nas mamas.




 

– Mastopexia + prótese

A mastopexia corrige e reposiciona a flacidez que se tem em volta de seios caídos e dá mais firmeza e proporção após uma prótese ou até mesmo com enxerto de gordura.

 

Como é realizada a Mamoplastia?

A Mamoplastia é realizada conforme detalhes explicados na consulta, uma vez que são exigidos exames e um pré-operatório com base no grau e na condição das mamas.

 

– Consulta

Uma vez que o(a) leitor (a) se informar com este artigo, o próximo passo é consultar com cirurgiões especializados e tirar as dúvidas sobre o antes e o depois. O objetivo maior da consulta é, certamente, passar por avaliação médica para diagnosticar a situação do seio e esclarecer sobre expectativas e riscos.

 

– Exames

Como pré-requisito, é essencial que se faça um check-up não só nas mamas mas nas regiões próximas que revelam a condição real do organismo da paciente, para que, então, a cirurgia seja autorizada.

Os exames necessários para Mamoplastia são:

  • De laboratório (sangue);
  • Mamografia ou ultrassonografia das mamas;
  • Eletrocardiograma;
  • Radiografia do tórax.

Além de exames, a pessoa deve deixar de fumar e ingerir bebidas alcóolicas com antecedência e se medicar, ou ajustar seus medicamentos, conforme será recomendado pelo cirurgião.

 

– Anestesia

O tipo de anestesia pode ser geral ou local com sedação, o que permite à paciente dormir profundamente.

 

– Tempo de internação

Após a cirurgia, o paciente fica em observação por 12 horas no hospital.

 

– Duração

A duração é correspondente ao tipo de procedimento de mamoplastia: na de aumento são de 45 minutos a 1 hora, na redutora é de 1h30 a 2h, na reconstrutiva passa de 2h, por ser uma cirurgia complexa.

 

– A cirurgia

A Mamoplastia é uma operação que depende de técnicas de cortes (incisões), às vezes profundos, no seio. É um primeiro ato cirúrgico feito em qualquer tipo de plástica de mamas, apenas se diferencia nos toques finais.

Naquelas em que há remoção, na redutora, por exemplo, é feito um corte em T invertido, em L ou em volta da aréola. Depois, tira-se o excesso de gordura, pele e glândulas.

O que acontece no final dos procedimentos de remodelagem é a adaptação do tecido mamário no novo seio. O tecido é levantado e modelado para deixar um aspecto simétrico. Após cada técnica concluída, as incisões são fechadas.

 

– Como é feita a mamoplastia nos homens

Nos homens, a cirurgia é rápida e, quando não há gordura suficiente para ser aspirada (lipo), se dá através de um corte relativamente pequeno encurvado ao redor do mamilo e o tecido glandular é removido.

Se o paciente não estiver à vontade em passar pela mesa cirúrgica, a redução do tamanho das mamas também pode ser feita por tratamento com medicamento hormonal. Os medicamentos serão dosados com a finalidade de equilibrar a produção de estrógenos, que fazem o tecido aumentar.

 

Pós Operatório e Recuperação

Assim como no tempo de duração, o pós-operatório também depende da técnica. Quando há prótese de silicone, são necessários cerca de 15 dias para inclusão simples e essa paciente usará, durante 30 dias, um sutiã especializado para manter o efeito pós-cirúrgico.

Já nas técnicas mais complexas, serão de 30 a 90 dias de recuperação com todos os cuidados. O uso do sutiã, neste caso, também é de mesmo período.

 

Principais dúvidas:

Neste tópico serão respondidas as principais dúvidas de interessados no procedimento cirúrgico.

 

– Posso fazer Mamoplastia antes de engravidar?

Segundo alguns especialistas, não é recomendado fazer mamoplastia quando a paciente deseja engravidar logo após a cirurgia. Já que as mamas sofrerão, naturalmente, modificações da gestação, o resultado adquirido com a Mamoplastia será afetado.

 

– Posso amamentar com próteses mamárias?

Mães que têm silicone nos seios, na maioria das vezes, não são prejudicadas na hora de amamentar. Como existe a técnica de aplicar silicone atrás ou na frente do músculo e as glândulas mamárias são produzidas na frente,a prótese é colocada no lado inverso.

Quando o implante é feito muito próximo dessa glândula, o silicone acaba por encostar no tecido com o leite. Porém, o risco do composto vazar para o leite é baixo.

 

– Como ficam as cicatrizes na Mamoplastia?

As cicatrizes ficam mais definidas após 1 ano, quando sua aparência se torna clara e discreta. As marcas dos cortes são, proporcionalmente, médias e pode-se, portanto, escondê-las com sutiãs e biquínis.

 

Como escolher a clínica ou o cirurgião ideal para sua Mamoplastia

A escolha da clínica e do cirurgião ideal passa por avaliação da própria paciente, que tem a missão de conhecer os locais com referências e conversar com o especialista.

No mais, só é apto a realizar os procedimentos de Mamoplastia aquele profissional que é cirurgião plástico membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e que possui experiência com plásticas mamárias.

 

Mamoplastia antes e depois (Fotos)

A Mamoplastia é a cirurgia mais popular entre as mulheres, sendo mais procurada devido às famosas próteses de silicone. Seu resultado costuma ser satisfatório para a maioria. Confira em nosso post algumas fotos de Mamoplastia Antes e Depois Com Fotos

 

Mamoplastia: O que é, Preço, Antes e Depois Com Fotos
Ilustração de antes e depois da prótese mamária. Imagem: Portal Dr. Daniel Pinheiro Machado

Mamoplastia: O que é, Preço, Antes e Depois Com Fotos

Mamoplastia: O que é, Preço, Antes e Depois Com Fotos
Antes e depois, bem sucedido de Mamoplastia de aumento. Foto: LMR Cirurgia Plástica.

 

Mamoplastia: O que é, Preço, Antes e Depois Com Fotos - Tudo sobre Cirurgia Plástica
Exemplo notável de redução de mama masculina. Foto: LMR Cirurgia Plástica.

 

Mamoplastia – Valor e forma de pagamento

Ao buscar por cirurgias plásticas nas mamas, os valores encontrados são bem significativos e proporcionais aos métodos com finalidade de implantes.

 

– Quanto custa a Mamoplastia?

Ao observar a necessidade de incluir mais procedimentos, uma Mamoplastia pode custar de R$ 12.000 a R$ 30.000.

 

– Como se paga a Mamoplastia?

Parcelamento e financiamento estão entre as formas de pagamento oferecidas pelas clínicas. O paciente ainda pode recorrer ao sistema público de saúde para tratar de Mamoplastia Redutora, pois é entendida como cirurgia curativa e não de estética somente.

 

Finalizando:

Dúvidas sobre seu médico? Veja nosso artigo Analisando seu Cirurgião Plástico.

Clique e saiba informações sobre o pré-operatório de cirurgia plástica.

Clique e saiba informações sobre o pós-operatório de cirurgia plástica.

Ah, e não se esqueça, deixe o seu comentário abaixo.



Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Confira o que você precisa saber sobre Mamoplastia, Mastopexia, Abdominoplastia, Lipoaspiração, Lipoescultura e Rinoplastia no Tudo Sobre Cirurgia Plástica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *